sexta-feira, 23 de março de 2012

CONVITE


Quando o coração está feliz, o rosto fica risonho. Quando o coração está em paz, o comportamento é quietude... Mas se eu forçar o rosto a estar risonho, isso não produzirá felicidade em mim. Se eu ficar quieto, isso não produzirá em mim a paz...

Quando há confiança, não há lugar para o medo. Quando há segurança, o que se tem é tranqüilidade. Mas as pessoas vivem dizendo: “fique tranqüilo”, “não tenha medo”... É como se pelo efeito se conseguisse a causa.

Ora, os sintomas não produzem o estado!

O estado de alegria tem como sintoma o sorriso, mas o sorriso não cria alegria. A inflamação cria a febre, mas aquecer o corpo até que ele atinja a temperatura da febre, isso não vai produzir a inflamação.

Lembre-se: Criar o sintoma não faz com que alguém atinja o estado. Portanto ao invés de querer uma rosa, plante a causa dela: a roseira – e a rosa será o efeito. As coisas que aparecem no mundo visível, elas são criados no mundo invisível.

Edson Carmo

2 comentários:

  1. Venha fazer parte dessa quietude começa o sintoma do sorriso.

    ResponderExcluir
  2. Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
    com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
    Se desejar faça uma vista ao Peregrino e sevo e deixe o seu comentário.
    Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir